BURNOUT

BURNOUT

GIOVANA TIRITAN EFRISIO

PSICOLOGA – CRP 06/145058

Atualmente tem se ouvido muito falar sobre  este termo, mas você sabe realmente o que ele significa?

O termo BURNOUT foi criado pelo psicanalista alemão Herbert Freudenberger (1926-1999) em 1974. Na tradução 'queimar-se por completo', 'combustão completa', ou atualmente como 'esgotamento'; da junção de burn, “queima” + out, “exterior”.

O que se 'queima', afinal, seria a mente do sujeito, que entra em um estado de esgotamento e ansiedade extremos. O indivíduo não dá conta de lidar com sua própria realidade.

Burnout é considerado um Distúrbio psíquico ocasionado pelo excesso de trabalho. A mente e o sujeito ficam incapacitados e em sofrimento mental extremo. A OMS classificou neste ano de 2022, como um problema de saúde relacionado ao trabalho.

“Trata-se de uma condição que se desencadeia após um estado de tensão constante, seja no contexto físico e/ou mental. Quem sofre dessa doença sente que não possui mais recursos para enfrentar a situação estressante; sente frieza ou falta de empatia nas relações com os colegas de trabalho e, também, nota um sentimento de baixa produtividade, que pode vir acompanhado de culpa. Ou seja: é um grande sofrimento que impacta a vida dessas pessoas”, explica.

De acordo com Nicoli Abrão Fasanella, médica psiquiatra, docente da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde (FCMS) da PUC-SP e mestranda do programa de pós-graduação Educação nas Profissões da Saúde

Isso retira somente da responsabilidade do sujeito perante o diagnóstico, mas também coloca as empresas neste papel, a pensarem e a buscarem formas de cuidar da saúde mental dos seus colaboradores, e promover medidas que permita que isso aconteça efetivamente.

Segundo reportagem da BBC, a síndrome de burnout foi responsável por mais de 20% dos casos de auxílio-doença em todas as faixas etárias, no ano passado.

Podemos avaliar como algo que hoje não está somente na esfera empresarial, mas na cobrança excessiva de tudo que fazemos, de entregarmos o máximo em menor tempo possível.

Como por exemplo as tarefas de casa, estudos em geral, atividades físicas, boa alimentação, saúde em geral. Tudo isso potencializado com grande instabilidade financeira atualmente do país e do mundo, a insegurança do futuro, assusta e muito;

Os principais sinais e sintomas que podem indicar a Síndrome de Burnout são:

  • Cansaço excessivo, físico e mental.
  • Dor de cabeça frequente.
  • Alterações no apetite.
  • Insônia.
  • Dificuldades de concentração.
  • Sentimentos de fracasso e insegurança.
  • Negatividade constante, Sentimentos de derrota e desesperança.
  • Sentimentos de incompetência, dentre outros;

É fundamental buscar apoio profissional assim que notar qualquer sinal. O tratamento indicado é a psicoterapia e médico especializado, para auxiliar

nas mudanças necessárias na vida do sujeito.

Publicado em: 26/07/2022

Postados recentemente

BURNOUT
TERAPIA EMDR: O que é?
Por que priorizar um tempo para você? A importância de um hobby.